Moldes: Passo a Passo


1. Os moldes
O primeiro passo para criarmos um bom par de luvas é fazermos um modelo, um molde realmente confiável ou melhor fazermos um conjunto de moldes que cobrem vários tamanhos de luvas. Os melhores modelos são feitos de cartolina espessa, da espessura por exemplo, de um cartão postal.
Alguns fabricantes de luvas utilizam um papel fino mas estes não são tão bons notando-se a diferença quando desenhamos nele. Quando compramos modelos estes consistem, geralmente, no modelo para o tank, um polegar e um fourchette (uma espécie de flanco ou reforço).


2. Depois de comprado ou desenhado o modelo, este terá de ser invertido para a outra mão. Caso aconteça a situação de o material ser curto pode-se sempre redesenhar o molde já existente, cortá-lo e aproveitar melhor o espaço para fazer os moldes em couro, por exemplo.

3. Se pensarmos em criar luvas de vários tipos e tamanhos é aconselhável criar uma colecção de estilos simples em vários tamanhos em vez de uma grande selecção de estilos em apenas 1 ou 2 tamanhos pois é mais fácil adaptar ao estilo o tamanho. O tamanho de uma luva é baseado, de uma forma geral, na medida em torno da parte mais larga da mão. Existem fabricantes de luvas profissionais pedem aos seus clientes para colocarem as mãos num pedaço de papel para poderem desenhar em volta deles, ficando com um molde mais aproximado do real.

4. Quando se compra um modelo comum para fazer um par de luvas devemos considerar a espessura do material que se pretende utilizar. Uma pele grossa, por exemplo, vai resultar numa luva pequena se usarmos o mesmo molde para uma pele mais fina. Assim é necessário perceber o tipo de material que é sugerido para certo molde antes de comprá-lo.

5. Fazer um molde base
Alguns trabalhadores preferem trabalhar a partir de um modelo básico que adaptar-se e alterar o modelo já existente o que é uma boa ideia, uma vez que adquirimos experiência suficiente para saber quais as alterações que serão necessárias. Mas se o caso é um novato, então é aconselhável usar modelos comprados pois muitas coisas são aprendidas com eles.
6. Para fazer um modelo básico utilizar as nossas próprias medidas, ter um pedaço de papel para desenhar e colocar a mão esquerda no mesmo com os dedos fechados e desenhe todo o lado, mesmo o pulso de cada lado. Abrimos cada par de dedos em volta e colocamos um ponto na base de cada um. Juntamos agora esses pontos no início dos dedos com uma régua certificando-se que todas as linhas estão paralelas.
Agora alongamos o molde cerca de 2 polegadas inclinando-se ligeiramente na extremidade oposta à do polegar. Auxílio da figura 18.


7. Dobramos o papel ao meio, ao longo da extremidade do dedo indicador e cortamos o papel duplo, fazendo com que as fendas entre os dedos na parte da frente da mão um quarto de polegada mais curtos que as fendas correspondentes na parte traseira. Auxílio da figura 19.


Recortamos o orifício do polegar, como mostra a figura 20. Usando o modelo como guia para o comprimento do dedo, cortamos como mostrado na figura 21, o polegar. Certifique-se que a linha AB no polegar é exactamente igual à linha AB na trank e que as linhas BC em cada secção têm o mesmo comprimento.

8. Cortamos agora reforços (fourchettes) a gosto tendo em atenção a igualdade dos mesmos ao longo do dedo. Quando tivermos a certeza que o nosso modelo está pronto resta traça-lo num pedaço de cartão ou cartolina e recortá-lo cuidadosamente.

9. Agora transpomos o molde para o tecido prendendo nas pontas e redesenhando. Costuramos através da fronteira que desenhamos anteriormente, a costura deve ser recta, mas não haverá problema se usarmos uma em zig-zag, de 1mmx1mm. O trabalho de pé (com o calcador) deve ser frequentemente levantando ao redor dos dedos para ajustar o alinhamento à medida que trabalhamos à volta dos cantos.

10. Devemos iniciar e terminar a costura com cerca de 9 pontos de retorno (back points)

11. Invertemos finalmente a luva e experimentamos, se esta estiver muito solta à volta de um ou outro dedo voltamos atrás e costuramos apenas dentro da costura, não se vai notar quando voltarmos a inverter a nossa luva.

1 comentários:

Design e Estilo disse...

Adorei...vou tentar fazer uma para mim!!!

Enviar um comentário